Publicidade
pub
pub
Comprometimento e imparcialidade
Nublado e Pancadas de Chuva MIN
19º
MAX
26º
Publicidade

Nuvem de Tags

This will be shown to users with no Flash or Javascript.




publicado em 05/mai/2011 às 11h55
Dilma em Araxá?
Veja também a imagem e a conversa 2, o PDT em Araxá, Miguel Júnior em dias de prefeito, o veto ao Ficha Limpa e muito mais.

helyaires@superig.com.br

Ganhou, mas não levou

Lídia Jordão, Marco Antonio, Juninho, Mateus e Weliton Cardoso - Fotos: Jorge Mourão

O projeto “Ficha Limpa de Araxá”, vetado pelo senhor prefeito Jeová Moreira da Costa (PDT), foi analisado pela comissão especial formada pelos vereadores Mateus Vaz (DEM), José Maria Lemos Júnior, o Juninho da Farmácia (DEM); pastor Moacir Santos (PDT) e Márcio Antônio de Paula Duarte, o Marcinho (PR). Os dois primeiros votaram com pareceres contrários ao veto, o terceiro nem esquentou a cadeira, prevaleceu a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O quarto vereador, Marcinho, irmão do deputado Aracely de Paula (PR), que anda afastado do grupo do prefeito, na comissão deu parecer pelo veto.

Fazemos uma ressalva. O jurídico da Casa Legislativa também não foi unânime. Apesar do excelente parecer jurídico, teve assessora que foi contrária à derrubada do veto. Mas continuando, agora sim, a votação do plenário após a apresentação do parecer, a vereadora Lídia Jordão(PP), como não poderia ser, manifestou sua insatisfação pelo veto sempre de forma técnica, não política.

Ao contrário de alguns favoráveis ao veto, Marco Antonio Rios (PSDB), talvez o maior oposicionista ao prefeito, também manifestou contrário ao veto, seguido, claro, dos vereadores do DEM, Mateus Vaz e Juninho da Farmácia, que surpreenderam a todos pelo belo trabalho na comissão, e o vereador estreante na casa Weliton Cardoso (DEM), também em rápidas palavras justificou que votaria pela derrubado do veto.

Aliás, pela estreia do parlamentar, pode esperar dor de cabeça ao prefeito nas próximas seções. Bom, senhores, fica fácil imaginar quem manifestou ou deixou de manifestar e voto a favor ao senhor alcaide de nossa cidade, vereador César Romero  “Garrado” (PR). Este ninguém em sã consciência acreditaria no seu voto contra o prefeito.

O vereador José Gaspar (PMDB), ou Pezão 100% Povão, mais pelo seu posicionamento. Antes, deixe-me explicar, Pezão não votou quando o projeto foi aprovado por unanimidade no plenário, mas na terça-feira (3) leu uma justificativa esdrúxula feita por um assessor de outro vereador e quis dar uma de migué, mas com seu voto deixou de ser 100% povo e passou, para mim, a 0%, Pezão.

Seguindo, Alexandre “Irmãos Paula” (PR), este depois de ser preterido pelo prefeito e seu grupo assumiu seu cargo por direito depois da decisão do STF, estreou mal. Eu mesmo sempre defendi a questão da vaga ser sua por direito, mas já que era para votar com prefeito deveria ter ficado quedo e deixar o pastor Moacir do PDT, partido do prefeito, votar a favor dele.

E, por fim, o vereador membro da comissão que havia se posicionado já na análise do veto a favor do mesmo, foi o personagem do dia. Marcinho quis confundir todos os presentes e todos os ouvintes das rádios que transmitem as reuniões dizendo ser a favor do projeto e contra o veto, mas na oportunidade votava a favor do veto por existir uma lei federal que trata da matéria. Meu DEUS, ninguém esta querendo reinventar a roda com o projeto chamado Ficha Limpa de Araxá; A lei aprovada apenas adequava a questão das nomeações em cargos de livre nomeação do senhor prefeito e outros órgãos, a questão de impedimento de não poder candidatar já é questão superada, portanto, no dia em que comemorava o Dia do Parlamentar, alguns vereadores deram um verdadeira banana para o povo que manifestou como pode contra o veto do prefeito. Então, neste dia 3 de maio, Dia do Parlamentar, fica para mim como o dia para se lamentar.

Deu a lógica

Pois não adiantou o senhor presidente da Casa Legislativa dar posse ao pastor Moacir (PDT). Com a decisão do STF, neste ultimo dia 3 de maio os vereadores Alexandre “Irmãos Paula” e Weliton Cardoso (DEM) tomaram posse. Agora é esperar quanto tempo que cada um ficará no cargo. Weliton depende muito da atuação de Edna Castro (PSDB), que foi para o governo estadual; agora José Domingos (PDT) pode cumprir a agenda determinada pelo prefeito e ficar ate o ano que vem, quando volta à Câmara porque tem que afastar do cargo que ocupa hoje para disputar uma eleição para vereador, e pelo primeiro voto de Alexandre com o grupo do prefeito, ele poderá ficar por um bom tempo.

O cargo de vice

Esperem, não estou falando de nenhum nome forte para candidato a prefeito no próximo pleito. Estou falando do cargo de vice-presidente da Câmara Municipal que deverá ser eleito na próxima reunião do Legislativo. Depois de tudo resolvido com os suplentes, o presidente tem que na próxima semana eleger o substituto de José Domingos (PDT), que ocupa cargo no Executivo. Nos corredores do Palácio Nagib Feres, nomes dos vereadores Mateus Vaz (DEM), Juninho da Farmácia (DEM) e do vereador Márcio de Paula (PR).

Ambos os partidos têm hoje na Casa três vereadores, o PP tem dois votos e o PMDB e PSDB, um voto. O cargo, a priori, não parece importante, mas pode deixar um bom caminho aberto para ocupar  a presidência em 2012. A fumaça parece que paira sobre a cabeça do vereador Juninho da Farmácia. Em tempo, o vereador Mateus, que estava no cargo de segundo-secretário, já ocupou o lugar da Edna Castro na Mesa. Então, para ser candidato a vice, tem que renunciar o cargo de secretário substituto. Vamos aguardar o escrutínio na próxima semana.

A imagem e a conversa 2. Qual será o assunto?

Pezão, Alexandre e Garrado - Foto: Jorge Mourão/03.05.11

Já usei este título aqui para falar o encontro do prefeito Jeová (PDT) com o ex-prefeito Toninho Leonardo (PP), hoje vice-presidente da Codemig, mas esta já e passado. Agora trago na coluna a imagem de três vereadores que votaram com o senhor prefeito, ou seja, a favor do veto em relação à Lei da Ficha Limpa de Araxá. Como todos já sabem, Alexandre “Irmãos Paula” (PDT) assumiu a cadeira neste último dia 03 e a reunião foi praticamente para analisar o veto. Na foto, qualquer um queria saber o tom da conversa, de um lado o vereador Garrado (PR), que fez uma vigia constante ao vereador novato Alexandre, e do outro lado o vereador desentendido Pezão (PMDB), na conversa ao pé do ouvido do nobre novato edil, que não é dono da cadeira. Ou alguém tem alguma dúvida?

A crise no DEM não acaba

Olha, a crise no DEM não para em Minas Gerais e o partido começa a juntar os cacos em virtude da provável debandada dos seus parlamentares e filiados para o recente criando PSD de Gilberto Kassab. Em Minas, a crise ainda teve a manobra do presidente licenciado Carlos Melles, que assumiu a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas e colocou no seu lugar João Bittar, agora deputado federal empossado ao cargo em definitivo enquanto durar a licença do titular. O momento de turbulência não é diferente de Brasília. Como última tentativa de apaziguar o problema, uma comissão de três deputados vai aos pés do presidente nacional da legenda buscar uma solução para os problemas locais e espantar a crise. A presidência nacional do DEM está nas mãos de José Agripino Maia (RN) e o cargo do deputado do Triângulo Mineiro está na berlinda. É aguardar para ver onde vai a crise.

Enquanto isto, Marcos Montes articula

O deputado federal Marcos Montes (DEM), que como noticiamos aqui, está insatisfeito com a legenda e com as ações do seu presidente sobre a sua saída do DEM. Como noticiamos que nos corredores de Brasília e BH circula a todo vapor, Montes foi bem categórico em dizer que dependerá de uma articulação política maior para levar o nome do senador Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República. O presidente licenciado do DEM, Carlos Melles , até o momento, não quis comentar o assunto.

Com a bola toda

Alberto Pinto Coelho - ALMG/Arquivo

O governador Anastasia (PSDB) lançou a bola para o atual vice-governador Alberto Pinto Coelho (PP). Anastasia o nomeou para assumir o cargo do recém-criado Comitê Gestor das Copas. Alberto, que aqui na cidade é ligado ao vice-presidente da Codemig, ficará encarregado de propor e acompanhar as ações para a realização da Copa das Confederações, em 2013, e da Copa do Mundo, em 2014. O comitê, que é tido como a “menina dos olhos” do governo mineiro, vai articular com as secretarias do Estado, só que se os senhores lembrarem, uma semana antes da posse do Toninho na Codemig, Alberto Pinto Coelho e Danilo de Castro estiveram em Araxá para um encontro com o mesmo. Quem sabe podemos ser beneficiados com o cargo e fixar mesmo Araxá para uma subsede da Copa. Aí é somente fazer o lançamento e comemorar o gol.

Em Uberaba

Esta semana o govenador Anastasia (PSDB), o senador Aécio Neves (PSDB), o ex-senador Jorge Bornhausen (DEM), a senadora e presidente da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), Katia Abreu (DEM) e outros nomes da política nacional estiveram em Uberaba para a abertura da ExpoZebu no último dia 3. Aliás, a presidente Dilma Rousseff não compareceu e foi representada pelo ministro Wagner Rossi. A terra que é comanda pelo peemedebista Anderson Adauto e uma reunião de última hora poderia ter acontecido para tratar da política local para a prefeitura nas próximas eleições. O deputado Marcos Montes (DEM) provavelmente está na roda. O candidato do PMDB pode ser o deputado Paulo Piau; já Montes articula o próprio nome ou do medico Fahim Sawan (PSDB).

PDT do prefeito

Esta semana vamos abordar o PDT em Araxá. O partido tem nas suas fileiras o atual prefeito de Araxá, Jeová Moreira da Costa, e na presidência o secretário Jurídico, André Luis Sampaio Borges, que com certeza não tem pretensões políticas, a não ser continuar com o governo Jeová, e a secretária Alda Sandra, que já foi anunciada como possível candidata do prefeito para justificar o veto ao projeto da Ficha Limpa. Tem ainda o vereador licenciado e secretário José Domingos Vaz, que pode ser uma alternativa do prefeito.

Além dele, o suplente pastor Moacir, o presidente da Arap, Antônio Lúcio, engrossam as fileiras do partido de Brizola, mas não deve disputar cargo. Emílio Gotelip, chefe do Terminal Rodoviário, já experimentou as urnas e pode tentar de novo. O partido ainda tem o irmão do vereador Garrado, que pode pleitear uma vaga para vereador em virtude de um quadro complicado para Garrado disputar a eleição pela legenda. E ainda pode receber o secretário de Desenvolvimento Urbano, João Bosco Borges, dentre outros que estão ocupando cargos na administração. É certo que o prefeito tem chamado alguns ocupantes de cargos e mexendo dentro do xadrez político as peças nos partidos de sua base para o pleito do ano que vem, e claro, que os melhores nomes do seu grupo ficarão no PDT.

Determinação estadual

Já que falei no PDT, a direção estadual vai determinar aos seus candidatos a prefeito e vereador, principalmente nos maiores colégios eleitorais e cidades polos, que é o caso de Araxá, que façam alianças preferencialmente com o campo de esquerda. Na determinação, ainda deixa claro que nas capitais as coligações passaram pelo crivo nacional e estadual onde for realizada. O grande guru do PDT, Leonel Brizola, dizia que não se cruza cobra com jacaré. Quero ver isto na prática.

Mudanças à vista. Miguel vai assumir como prefeito

Miguel Júnior durante posse como vice de Jeová em 1° de janeiro de 2009 - Foto: Jorge Mourão

Nos corredores da rua Presidente Olegário Maciel, lugar do palácio municipal, a informação corre à boca miúda que o vice-prefeito Miguel Júnior (PMDB) poderá ocupar o cargo de prefeito a partir de junho, quando Jeová Moreira da Costa (PDT) estiver de malas prontas rumo à França. Miguel Júnior assumirá interinamente a Prefeitura de Araxá, enquanto o prefeito Jeová cumpre agenda no exterior.

Miguel deve ocupar o cargo por 23 dias. Há 15 anos já vimos este filme; tomara que o retorno ao cargo seja tranquilo e que o vice saia sem nenhuma indisposição com prefeito.

E a Secretaria de Habitação caiu de vez, mas vem aí um novo loteamento

Na semana passada, disse aqui que a Secretaria de Habitação recebeu um primeiro não dos vereadores comprometidos com a ética e com a democracia, e certamente receberia mais dois nãos na segunda e terceira votações, mas o prefeito agiu como técnico que está perdendo o jogo e retirou o projeto original e enviou outro para substitui-lo. A estratégia foi para não ser derrotado, também não foi visto com bons olhos por alguns vereadores e, com isto, tenta mudar o voto de algum vereador. A casa caiu de vez. Com a atitude, o senhor prefeito começa um novo loteamento com a substituição do projeto. É agudar para ver se o habite-se vai ser concedido.

Câmera, ação, gravando...

O filme programado para ser rodado em Araxá com o título “Vazio Coração”, do diretor Alberto Araújo, pode ser custeado pelo dinheiro do contribuinte araxense. Isto mesmo, o senhor prefeito, com o aval de sua assessoria, enviou o projeto de lei à Câmara para autorizar um repasse de R$ 700 mil. O custo total do filme está orçando em R$ 908,423,23, ou seja, podemos pagar bem mais de 50% do filme.

Não quero entrar aqui na discussão sobre o apoio à arte, principalmente do cinema, que sou fã, mas anunciar que tem um montante de dinheiro em caixa dá nisso, os olhos crescem para aqueles que querem que o município custeie eventos e outros tipos que não poderíamos, e as nossas entidades e que até hoje estão sem verbas para seus programas sociais. Portanto, senhores vereadores, não sejam coadjuvantes. Uma sugestão para quem quer rodar um filme aqui depois deste, com o titulo provisório: “Cinco vereadores e um destino”. Sugestivo o nome.

O nióbio da CBMM

Mais uma vez o nióbio existente na Terra de Beja foi notícia nacional na revista Veja, edição 2.215, na coluna Holofote assinada pelo jornalista Felipe Patury. Foi publicada a seguinte nota:

“O Plano Nacional de Mineração, que será entregue nesta semana à presidente Dilma Roussef pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, confere o status de reserva nacional às jazidas minerais considerados estratégicos. Entrarão nessa categoria produtos cujo mercado mundial é dominado pelo Brasil (ferro e nióbio), cujo suprimento depende de importações (potássio e carvão metalúrgico) e os que são usados como insumos de mercadorias de alta tecnologia (lítio). O plano propõe que as jazidas dos minerais estratégicos passem a ser exploradas seguindo políticas oficiais, e não mais por interesses da iniciativa privada”.

Quem sabe nos próximos dias não teremos a visita da nossa presidente à CBMM para tratar do assunto pessoalmente.

O conteúdo assinado não reflete, necessariamente, a opinião do Diário de Araxá.


 
X Faça Um Comentário
Mensagem
Faça login para enviar seu comentário:
Nome :
Login :
Senha :
» esqueci minha senha    » crie uma conta grátis

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário de Araxá. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário de Araxá poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

X Envie para um amigo
Seu nome :

Seu e-mail :

Nome do seu amigo:

E-mail do seu amigo:

Comentário:


 


 
X Fale Conosco
Envie sua mensagem para nossa redação preenchendo os campos do formulário abaixo, e logo estaremos entrando em contato.
Nome:
Email:
Assunto :
Mensagem:
 

Aguarde, processando... load
X Efetuar Login
Login :
Senha :
» esqueci minha senha    » crie uma conta grátis
X Esqueci a Senha
Antes de recuperarmos sua senha, precisamos inserir as informações abaixo para ajudar a identificar sua conta:
CPF:
Email:
Digite o Código de Verificação:   Captcha